A verdadeira comida mexicana

México

Duas semanas no México permitiram-nos experimentar muitas coisas novas, começando logo na primeira refeição: tortillas azules com queijo e chapulines. E o que são chapulines? Gafanhotos. Isso mesmo, gafanhotos — e já sabem mais do que nós quando dissemos que sim, que queríamos experimentar esta iguaria de Oaxaca, em pleno centro da Cidade do México. Mas não são maus! Não é nada que deseje comer novamente, mas sabem principalmente aos temperos em que são cozinhados. E são pequeninos, claro.

E agora, comecemos a percorrer a lista de descobertas gastronómicas que fizemos por lá!

méxico

Cerveja! Há tanta variedade de cerveja por todo o México e prefiro qualquer uma delas às dos outros países. A minha preferida? A Negra Modelo.

méxico

Nunca conseguimos tomar um verdadeiro pequeno-almoço mexicano e este foi o nosso primeiro por lá. Bolos e torradas com chocolate quente. O meu com leite, o do Miguel, que é mexicano, com água, como o bebiam os mexicas. Uma nota: mermelada é doce, nada tem a ver com marmelada.

romeritos

taco al pastor

Os primeiros tacos: os romeritos, de que não gostei, levam mole e pequenos camarões secos; e os deliciosos tacos al pastor!

tamales

A Cidade do México cheira a milho e os tamales são também responsáveis por isso. Pasta de milho recheada de carne e cozinhada a vapor dentro da casca da maçaroca.

plato oaxaqueño

O plato oaxaqueño não se come de faca e garfo, mas com tortillas. 

cuicuilco

No nopal comem-se as folhas (como verão daqui a pouco) e as tunas, a sua fruta. O curioso é que a primeira vez que a provei foi em casa dos meus pais, por insistência do meu pai, que nunca foi ao México.

guacamole

Ahh, o guacamole! A acompanhar não são nachos, pelo menos como os que conhecemos. Não são salgados, são mais rijos.

barbacoa y nopal mezcal

À esquerda, barbacoa y nopal con pico de gallo. A folha do cato é grelhada e o pico de gallo era especialmente picante, mas soube tão bem! À direita, mezcal caseiro!

agua de tamarindo

Depois de voltarmos, passei a encontrar tamarindo por todo o lado, mas até a nossa viagem nunca tinha ouvido falar de tal fruto. A água de tamarindo foi uma boa descoberta.

capirotada

A capirotada é demasiado… tudo. É uma das sobremesas típicas da Páscoa e mistura o doce e o salgado de uma forma que não nos conseguiu conquistar: pão tostado, nozes, frutas, passas e queijo, embebidos num molho de açúcar, cravinho e canela.

puebla

Em Puebla, compram-se saquinhos de chapulines na rua, para serem comidos como um snack. Tentados? 🙂

puebla

Os camotes de Santa Clara são doces típicos feitos com batata doce e corantes naturais. Este era de morango.

puebla

Na nossa estadia pelo México, apanhámos a época dos chiles en nogada, um dos pratos típicos de Puebla. Confesso que provámos apenas o prato da Adre e ainda bem. Tem um ar tentador, mas pareceu-me demasiado doce. É feito com um chile poblano recheado de carne e frutas, coberto com molho de noz, salsa e romã, que simbolizam as três cores da bandeira mexicana.

puebla

Ainda em Puebla, pedi um prato cheio de coisas: mole, carne, guacamole, frijoles refritos (que adoro!), chouriço e um enorme jalapeño, que comi com sementes. Nem imaginam o que chorei por causa do picante, enquanto comia tortillas sem parar — nada de beber coisas frescas para aliviar!

léon

Em Léon, o David mostrou-nos uma rua inteira de geladarias e apresentou-nos o gelado de queijo. Não soa bem, mas é uma maravilha!

gorditas

gorditas

Se na Cidade do México é de evitar comer na rua, em Guanajuato não há problema nenhum. Estas gorditas eram feitas na hora, enquanto esperávamos sentados em banquinhos. Cada um recheia as suas como prefere — em cima, chouriço e nopal; em baixo, picadillo y frijoles. Foram das coisas que mais gostei de comer durante as duas semanas por lá!

guanajuato

Tradicionalmente, aos 3 anos, as crianças são “apresentadas” à sociedade com uma missa e uma grande festa de seguida. Em Guanajuato, convidaram-nos para uma destas festas e é nestas alturas que percebemos que, apesar da distância, temos coisas muito semelhantes. Por um lado, as dinâmicas que se geram nestas festas familiares, por outro a frijolada — uma espécie de feijoada, mas sem os nossos deliciosos enchidos.

guanajuato

E, de vez em quando, sabe bem voltar a sabores familiares hechos en Mexico.

alambres

volcano al pastor

O sítio não tinha muito bom aspeto, mas ficámos muito satisfeitos com as nossas escolhas: alambres e volcano al pastor. Duas semanas no México ensinaram-nos que há muitos nomes na cozinha mexicana que não significam necessariamente muitas variações. O “recheio” de um volcano e de um taco al pastor é exatamente o mesmo: no primeiro, é empilhado em cima de uma pequenina tortilla crocante, no segundo é enrolado.

guanajuato

Uma curiosidade: no México comem-se hóstias coloridas como doces, de todos os tamanhos que possam imaginar.

guanajuato

Já foi uma estação de comboios, agora é um mercado onde tomámos um pequeno-almoço — e enquanto nós pedíamos batidos e fatias de bolo, o David comia tacos de carnitas. As maravilhas das diferenças culturais 🙂

ciudad de méxico

Não é possível resistir ao guacamole, mas dispenso os chicharrones.

ciudad de méxico

Uma pausa para descanso: uma cerveja para o Gonçalo, uma água de horchata para mim.

pozole

pozole

Nunca tinha ouvido falar de pozole, um dos pratos típicos de vários estados mexicanos. É um guisado, que parece quase uma sopa, onde o milho é obrigatório. Escolhemos um de frango e outro de camarão, os dois muito condimentados.

ciudad de méxico

ciudad de méxico

Tortas! Na Cidade do México comem-se sandes deliciosas. Estas foram compradas na rua, nos jardins do Museu de Antropologia. Arriscámos e correu tudo bem 😉

ceviche

panuchos

queso relleno

relleno negro

No último jantar no México, saímos para experimentar a comida da península de Yucatán. Adorei o ceviche, os panuchos e o queso relleno. Já o relleno negro… Além do flagrante mau aspeto, o sabor a terra não me conquistou.

micheladas

frituras y valentina

No último dia no México, brindámos com (enormes) micheladas e frituras antes da última refeição por lá… pizzas mexicanas!

mexicana

camponesa

Nem tudo foi fotografado, principalmente a comida caseira, mas deixou saudades. No regresso, trouxemos o mais que pudemos e ainda hoje temperamos tortillas e frituras com Valentina.

Deixe uma resposta